Queixo - Mento

Genioplastia (Cirurgia para melhoria estética do queixo)

O que é Genioplastia ou plástica do queixo?

A genioplastia faz parte do tratamento do contorno da face, especificamente da região do queixo. Uma face harmônica envolve relações ósseas que podem estar alteradas em determinados indivíduos, que apresentam um queixo muito proeminente ou muito recuado. O objetivo da genioplastia é corrigir um queixo muito recuado, aumentando-o; ou corrigir um queixo muito grande e proeminente, reduzindo-o. Para se definir a intensidade dessa correção, ou seja, o quanto se deve recuar ou aumentar o queixo, são necessários estudos cefalométricos que dirão com precisão se o problema está restrito apenas ao queixo, ou também se estende para a mandíbula e a maxila, envolvendo alterações de mordida torta ou cruzada.

Cirurgias para o tratamento de mandíbula e maxila são chamadas de cirurgias ortognáticas, e são cirurgias complexas que necessitam de preparo por um ortodontista (dentista) e um estudo cirúrgico milimétrico. Neste item falaremos apenas do tratamento das pessoas sem alteração da mordida, mas que apresentam um queixo recuado ou proeminente e grande.

Quais os cuidados pré-operatórios?

O paciente terá todas as orientações por escrito sobre a cirurgia, devendo sempre estar atento ao seu estado geral e comunicar qualquer alteração, como uma gripe, dor de garganta, ardor ao urinar, etc. Nesse caso, o paciente será avaliado e a cirurgia poderá ser adiada para sua própria segurança. Deve-se vir acompanhado para a cirurgia, prestar atenção ao jejum (caso este seja solicitado) e evitar o uso de brincos, anéis, piercings, esmaltes coloridos nas unhas, etc. O paciente será submetido uma série de exames pré-operatórios (laboratoriais, Rx de tórax e eletrocardiograma) e por avaliações clínicas a depender de cada caso. O uso de algumas medicações como ácido acetil salicílico, ginko biloba, bufedil, vitamina E, anticoagulantes e fórmulas para emagrecer deverão ser suspensas pelo menos 15 dias antes da cirurgia. Qualquer medicação usada deve ser informada ao médico, pois várias delas podem causar efeitos colaterais que obrigam à suspensão da cirurgia. Da mesma forma o tabagismo é altamente indesejável. Serão feitas fotografias pré-operatórias para posterior comparação. Será pedido um estudo cefalométrico para se averiguar se o tratamento do queixo será suficiente, ou se há alteração da relação da mandíbula, maxila e da mordida, nesse caso requerendo uma cirurgia mais ampla e minuciosa, como dito acima.

Qual o tipo de anestesia?

Desde que o paciente seja avaliado corretamente, os procedimentos anestésicos atuais oferecem baixíssimos riscos de problemas. De acordo com as possibilidades clínicas e o desejo da paciente, preferimos usar anestesia geral.

A cirurgia

Para os pacientes com o mento muito recuado, o estudo cefalométrico nos dirá o quanto seria necessário de avanço para se obter um contorno harmônico. Com base nisso, resolveremos outro aspecto importante: colocar uma prótese de mento (queixo) com as medidas necessárias para o aumento, ou fazer um corte cirúrgico no osso do queixo avançando-o milimetricamente até o resultado desejado. O uso da prótese da um resultado mais rápido para o problema, mas acrescenta um corpo estranho dentro do organismo (a prótese!). Por outro lado, o corte do osso com avanço não inclui materiais externos e, após a cicatrização do osso, o resultado é tão bom quanto com a prótese. A decisão fica por conta do paciente e do cirurgião, que pode encontrar alguma impossibilidade de fazer um dos procedimentos. O procedimento com uso de prótese leva 1 a 2 horas, enquanto o procedimento cortando-se o osso leva de 2 a 3 horas.

Para pacientes com o mento proeminente e grande, é necessário realizar um corte no osso, deslizando o queixo milimetricamente para trás na medida pré-definida pelo estudo cefalométrico. Esse procedimento leva de 2 a 3 horas. Todos os pontos são dados dentro da boca com fios absorvíveis sem necessidade de retirada.

Cicatrizes

Na Genioplastia, todas as cicatrizes ficam por dentro da boca, abaixo das raízes dos dentes, fechadas com fios absorvíveis. A mucosa que recobre a boca cicatriza muito mais rápido que a pele externa e deixam uma cicatriz quase invisível, mesmo olhando diretamente para ela.

Dor

É muito comum as pessoas acharem que um corte no osso causa muita dor. No entanto isso não é verdade. O osso é cortado cirurgicamente e fixado rigidamente no lugar correto. Dessa maneira não há dor óssea, mas uma discreta dor pode ocorrer pela manipulação dos tecidos moles, que estarão inchados. Analgésicos orais podem facilmente controlar a dor pós-operatória da genioplastia com prótese, ou com corte do osso.

Recuperação

Um micropore será colocado no lábio inferior para comprimir a área operada e evitar muito inchaço, sendo retirado após 5 dias. Nenhum outro curativo é necessário, já que as cicatrizes ficam dentro da boca e cicatrizam muito rápido. Os pontos são normalmente deixados para caírem sozinhos, mas se algum deles tiver causando incômodo, poderão ser retirados no momento certo. A maior preocupação é quanto a alimentar-se, pois o ato de mastigar apesar de indolor, pode dar grande insegurança no início. Por isso recomenda-se sopa batida morna nas primeiras 48hs, evoluindo para uma dieta com alimentos moles (sopa com pedaços, purê, macarrão, feijão, ou qualquer alimento batido). No caso de prótese, pode-se pensar em liberar uma dieta mais densa na 2ª semana, enquanto que na cirurgia com corte de osso temos que tatear a segurança do paciente ao mastigar, liberando alimentos em geral com 20 dias pós-operatório. Após a cirurgia, a paciente deverá tomar o antibiótico indicado, em geral por 7 dias, além de um antiinflamatório por 5 dias e um analgésico apenas quando sentir dores. O primeiro retorno será após 5 dias da cirurgia e, depois, semanalmente para acompanhamento. Tomar sol deverá ser evitado por completo no início, sendo liberado gradualmente e com proteção adequada de acordo com o inchaço da região. Ao longo do 1º mês o paciente deve voltar a realizar as atividades cotidianas, como dirigir (ao redor dos 20 dias), caminhar, etc. Exercícios gerais poderão ser liberados após 45 dias e esportes com bola ou de impacto após 60 dias.

Resultado Final

O aumento ou redução do queixo tem um efeito aparente imediato, no entanto o inchaço das partes moles ao redor vai obscurecer o resultado até que tudo esteja cicatrizado. A região desincha enormemente no 1º mês, mas ainda podemos notar uma mudança de forma até o 4º ou 6º mês, quando consideraremos o resultado final.