Glúteos

Gluteoplastia

Gluteoplastia (Cirurgia para tratamento dos glúteos)

GluteoplastiaGluteoplastia 2 O que é gluteoplastia?

A região glútea é extremamente importante na aparência dos indivíduos e valorizada na cultura latina, na qual um bumbum empinado é sinônimo de sensualidade e feminilidade. A gluteoplastia se define como a cirurgia para o tratamento da região glútea, que pode ser feita de maneiras diferentes a depender de cada indicação. A lipoaspiração pode ser realizada nos flancos, culotes e sacro, valorizando um contorno bem definido e acentuando a projeção glútea. Para um aumento real de projeção do bumbum, pode-se usar de técnicas de lipoescultura e injetar a gordura aspirada (lipoenxertia) no pólo superior do glúteo, evidenciando ainda mais sua curvatura e sensualidade. Depressões, celulites e outras irregularidades dessa região também podem ser amenizadas usando-se de técnicas de lipoenxertia e lipoescultura. Para pacientes com o contorno do glúteo muito reto e sem projeção, apenas a injeção de gordura (lipoenxertia) pode ser insuficiente e podemos utilizar próteses de silicone para os glúteos, com excelentes resultados quando se deseja obter uma maior projeção e modificar o perfil da nádega. Finalmente, quando há uma grande flacidez na região das nádegas (após cirurgia de redução de estômago e grandes perdas de peso) está indicado o lifting de glúteo, que deixa cicatrizes extensas, restringindo sua indicação a casos selecionados.

Quais os cuidados pré-operatórios?

O paciente terá todas as orientações por escrito sobre a cirurgia, devendo sempre estar atento ao seu estado geral e comunicar qualquer alteração, como uma gripe, dor de garganta, ardor ao urinar, etc. Nesse caso, o paciente será avaliado e a cirurgia poderá ser adiada para sua própria segurança. Deve-se prestar atenção ao jejum, caso este seja solicitado, vir acompanhado para a cirurgia e evitar o uso de brincos, anéis, piercings, esmaltes coloridos nas unhas, etc. O paciente será submetido uma serie de exames pré-operatórios (laboratoriais, Rx e eletrocardiograma) e por avaliações pré-operatórias a depender das condições clínicas. O uso de algumas medicações como ácido acetil salicílico, ginko biloba ,bufedil, vitamina E , anticoagulantes e fórmulas para emagrecer deverão ser suspensas pelo menos 15 dias antes da cirurgia . Qualquer medicação usada deve ser informada ao médico, pois várias delas podem causar efeitos colaterais que obrigam à suspensão da cirurgia. Da mesma forma o tabagismo é altamente indesejável.Serão feitas fotografias pré-operatórias para posterior comparação.

Qual o tipo de anestesia?

Desde que o paciente seja avaliado corretamente os procedimentos anestésicos atuais oferecem baixíssimos riscos de problemas. De acordo com as possibilidades clínicas e o desejo do paciente, preferimos usar anestesia geral ou bloqueio (raqui ou peridural).

A cirurgia

A lipoescultura dos glúteos é feita como já descrito para outras regiões do corpo, realizando-se a retirada de gordura ao redor do glúteo (o que, por si só, já valoriza e embeleza o glúteo), e injetando-a no pólo superior para acentuar e aumentar sua projeção (Lipoaspiração/Escultura).

A cirurgia de colocação de próteses de glúteos tem as mesmas prerrogativas das próteses de mama e está ganhando mais popularidade atualmente. É realizada por uma incisão entre os glúteos (no sulco interglúteo), através da qual são introduzidas as próteses. Fique claro que as prótese se localizam no pólo superior dos glúteos para aumentar seu contorno e projeção. O paciente não se senta em cima delas!!! O ato cirúrgico da colocação de próteses tem duração média de 2 horas, que pode aumentar caso seja associada lipoaspiração ou outros procedimentos.

Na cirurgia de lifting glúteo, cirurgia menos usual mas que tem suas indicações, é feita uma incisão na região glútea superior e removido grande excesso de pele e gordura para elevação dos glúteos. O lifting glúteo pode durar em torno de 4 horas. O período de internação varia de 1 a 2 dias, e o paciente sai do centro cirúrgico com curativos, malha compressiva e drenos que podem permanecer mesmo após a alta.

Cicatrizes

- Lipoescultura: incisões ao redor de 0,5cm, que ficam extremamente discretas com o tempo.

- Gluteoplastia com próteses glúteas: uma incisão no sulco interglúteo (prega entre o bumbum), discreta pela localização e pela boa qualidade final.

- Gluteoplastia com lifting glúteo: a incisão se localiza ao longo da marca superior da calcinha, podendo continuar como cicatriz da abdominoplastia. A cobertura por roupas íntimas garante uma cicatriz aceitável e com boa qualidade, apesar de extensa.

As cicatrizes serão permanentes e vão se modificando com o decorrer do tempo. Cada paciente comporta-se diferentemente de outro, em relação à evolução das cicatrizes, podendo, mesmo, em alguns casos, tornar-se imperceptível e em outros podem ter tendência a cicatrizes hipertróficas ou quelóide. Não se deve considerar como definitivo qualquer resultado antes de 12 meses pós-operatórios.

Dor

Após uma cirurgia de colocação de próteses de glúteos o paciente poderá ter aumento de sensibilidade nas áreas onde foi realizada a cirurgia principalmente ao sentar, porém a dor pode ser perfeitamente controlada com analgésicos. Repouso e uso de roupas confortáveis auxiliam na diminuição da dor.

Recuperação

Durante as duas primeiras semanas o paciente deverá evitar fazer atividades físicas intensas, como correr e subir escadas, podendo deambular e sentar cuidadosamente e dormir de bruços. Recomenda-se usar malha ou meias elásticas por 3 semanas, roupas confortáveis e evitar exposição solar por 30 dias. Tomar sol pode marcar permanentemente a cicatriz recente (vermelha) e deverá ser evitado por completo no início, sendo liberado gradualmente e com proteção adequada de acordo com o clareamento (amadurecimento) da cicatriz. Após a cirurgia, o paciente deverá tomar o antibiótico indicado, em geral por 7 dias, além de um antiinflamatório por 3 dias e um analgésico apenas quando sentir dores. O primeiro retorno será após 4 dias da cirurgia e, depois, semanalmente para troca de curativos e acompanhamento. Ao longo do 1º mês o paciente deve voltar a realizar as atividades cotidianas, como dirigir (ao redor dos 20 dias), caminhar, etc. Exercícios gerais poderão ser liberados após 40 dias e exercícios localizados para os glúteos após 3 meses. Os drenos, quando utilizados, serão retirados quando houver diminuição do débito. Pode haver manchas roxas e inchaço da região operada, que desaparecerá gradativamente. Em geral não são usados pontos externos (apenas pontos absorvíveis internos), não sendo necessário sua retirada. Eventualmente, pontos externos podem ser usados e poderão ser retirados em torno do 8o. dia, e de maneira seletiva.

Resultado final

Nas primeiras semanas a região glútea permanece inchada e com manchas roxas que desaparecerão gradativamente. O volume dos glúteos que foram aumentados com próteses irá reduzir em torno de 10%, referente ao inchaço. Aqueles que foram aumentados com gordura irão reduzir em torno de 30-40%, referente ao inchaço e à reabsorção de parte da gordura. As cicatrizes inicialmente avermelhadas tornam-se mais esbranquiçadas e finas. Consideramos definitivo o resultado após a regressão completa do edema e cicatrização, que ocorre em torno de 6 meses.