Gordura Corporal Localizada

Lipoaspiração e Lipoescultura

Cirurgia de melhoria do contorno corporal - Gordura Corporal Localizada

O que é lipoaspiração e lipoescultura?

Lipoaspiraçãotb-lipo-1

A lipoaspiração é uma técnica cirúrgica que surgiu nos anos 80 e atualmente é o procedimento mais realizado na cirurgia plástica. Consiste na retirada de gordura do tecido subcutâneo através de cânulas com furos conectadas a um sistema de vácuo, que são introduzidas por incisões puntiformes (de 3 a 5 mm). A lipoaspiração revolucionou o tratamento da gordura localizada, permitindo o seu tratamento sem grandes cortes na pele ,no entanto não se destina ao tratamento de obesidade nem de grandes sobras de pele flácida (por exemplo nos casos após cirurgia de redução de estômago, pois pode acentuar esta flacidez).

Os melhores candidatos à lipoaspiração são aqueles de peso relativamente normal mas com gordura localizada em áreas particulares. Deve estar em bom estado físico e psicológico, e com expectativas realistas. Em situações onde houve grande perda de peso e há flacidez dos tecidos, a pele pendente não vai se remodelar nem se reajustar ao novo contorno corporal apenas com a lipoaspiração, podendo ser necessário um procedimento adicional para remover cirurgicamente o excesso de pele - principalmente nos braços, nas coxas etc. - e que pode deixar cicatrizes visíveis.

O termo lipoescultura ficou popular na mídia já que, além da retirada da gordura, também é possível injetá-la em locais estratégicos para preenchimento e/ou aumento de locais do corpo (como glúteos, depressões de nascença, etc). É uma importante técnica para proporcionar um contorno ainda mais harmônico e atraente, realmente lembrando o ato de “esculpir com gordura”.

Há que se compreender que a lipoaspiração, por si só, não vai melhorar as irregularidades cutâneas (conhecidas como “celulite”), nem a flacidez da pele. A lipoaspiração não substitui a redução de peso que não tenha sido satisfatória após dieta e exercícios, mas é um método para a remoção de gordura localizada. Nas mulheres pode ser realizada na papada, costas, cintura, abdome, coxas, culotes, joelhos e braços. Nos homens costuma ser indicada para tratamento da papada, mamas (ginecomastia), cintura e abdome.

Quais os cuidados pré-operatórios?

O paciente terá todas as orientações por escrito sobre a cirurgia, devendo sempre estar atento ao seu estado geral e comunicar qualquer alteração, como uma gripe, dor de garganta, ardor ao urinar, etc. Nesse caso, o paciente será avaliado e a cirurgia poderá ser adiada para sua própria segurança. Deve-se prestar atenção ao jejum, caso este seja solicitado, vir acompanhado para a cirurgia e evitar o uso de brincos, anéis, piercings, esmaltes coloridos nas unhas, etc. O paciente será submetido uma serie de exames pré-operatórios (laboratoriais, Rx e eletrocardiograma) e por avaliações pré-operatórias a depender das condições clínicas. O uso de algumas medicações como ácido acetil salicílico, ginko biloba, bufedil, vitamina E, anticoagulantes e fórmulas para emagrecer deverão ser suspensas pelo menos 15 dias antes da cirurgia. Qualquer medicação usada deve ser informada ao médico, pois várias delas podem causar efeitos colaterais que obrigam à suspensão da cirurgia. Da mesma forma o tabagismo é altamente indesejável.Serão feitas fotografias pré-operatórias para posterior comparação.

Qual o tipo de anestesia?

Desde que o paciente seja avaliado corretamente os procedimentos anestésicos atuais oferecem baixíssimos riscos de problemas. De acordo com as possibilidades clínicas e o desejo do paciente, preferimos usar anestesia geral ou bloqueio (raquianestesia ou peridural) ou até mesmo anestesia local em casos selecionados a depender da extensão da área lipoaspirada (ver lipoaspiração com anestesia local).

A cirurgia

A lipoaspiração é realizada através de pequenas incisões que se localizam em áreas planejadas para ficarem disfarçadas e por onde são introduzidas as cânulas que removem a gordura. O ato cirúrgico tem duração variável, que depende de quantas áreas serão lipoaspirada e se haverá ou não lipoenxertia (injeção de gordura para lipoescultura), podendo variar de 2 a 6 horas. O período de internação varia de 1 a 2 dias se for feito com anestesia geral ou bloqueio, mas é possível alta no mesmo dia se for aspirada apenas uma pequena área com anestesia local (ver lipoaspiração com anestesia local). O paciente já sai do centro cirúrgico com a malha elástica para maior conforto e prevenção de inchaço e hematomas.

Cicatrizes

As cicatrizes da lipoaspiração são pequenas incisões que se localizam em áreas planejadas para ficarem disfarçadas sob as roupas íntimas, e passará por vários períodos de evolução. Inicialmente as cicatrizes ficam avermelhadas, para depois evoluírem para uma coloração próxima à cor da pele. Eventualmente, podem ocorrer alterações de cicatrização como quelóides, cicatrizes elevadas e alterações na coloração das cicatrizes, que serão tratadas pelo cirurgião no acompanhamento pós-operatório.

Dor

Após uma cirurgia de lipoaspiração o paciente poderá ter aumento transitório de sensibilidade nas áreas onde foi realizada a cirurgia, porém a dor não costuma ser intensa, e pode ser controlada com analgésicos. Repouso e uso de roupas confortáveis auxiliam na diminuição da dor.

Recuperação

Podem-se iniciar as sessões de drenagem linfática 48 horas após o procedimento cirúrgico, dependendo da extensão da área aspirada e do controle das dores, e recomenda-se usar a cinta elástica por 4 semanas, além de roupas confortáveis (não usar roupas apertadas, inclusive roupas íntimas) e evitar exposição solar por 30 dias ou até desaparecerem todas as manchas roxas. Tomar sol pode marcar permanentemente a cicatriz recente (vermelha) e deverá ser evitado por completo no início, sendo liberado gradualmente e com proteção adequada de acordo com o clareamento (amadurecimento) da cicatriz. A partir da liberação para tomar sol, usar fator de proteção solar 60. Após a cirurgia, a paciente deverá tomar o antibiótico indicado, em geral por 7 dias, além de um antiinflamatório por 3 dias e um analgésico apenas quando sentir dores. O primeiro retorno será após 4 dias da cirurgia e, depois, semanalmente para troca de curativos e acompanhamento. Ao longo do 1º mês a paciente deve voltar a realizar as atividades cotidianas, como dirigir (ao redor do 7º dia), caminhar, etc. Exercícios gerais poderão ser liberados após 40 dias.O uso de loções hidratantes é liberado a partir da segunda semana pós-operatória. Não deverá realizar esforços físicos nem carregar peso num período de 15 a 30 dias, pois todas as regiões aspiradas apresentam certo grau de dor pós-operatória que pode ser controlada com analgésicos e minimizada com a limitação de atividades físicas intensas. É importante ressaltar que, apesar da lipoaspiração parecer um procedimento pouco invasivo, pois é feito através de pequenas incisões, há um importante trauma cirúrgico e as regiões tratadas são extensas, portanto todos as recomendações pós-operatórias devem ser seguidas para que haja uma boa recuperação!

Resultado final

Os resultados podem ser duradouros se você mantiver disciplina na alimentação e atividades físicas regulares. Nos primeiros meses ocorre inchaço nas regiões aspiradas que deverá regredir com sessões de drenagem linfática e o uso contínuo de malha compressiva. Não se deve considerar como definitivo qualquer resultado antes de 6 a 12 meses pós-operatórios, quando ocorrerá a cicatrização completa e retração definitiva da pele.