Correção de cicatrizes deformantes

Correção de Cicatrizes

Quelóides, cicatrizes hipertróficas e cicatrizes alargadas

O que é a correção de cicatrizes disformes?

As cicatrizes são marcas definitivas de uma lesão à integridade da pele. A cirurgia plástica é a especialidade que utiliza recursos técnicos e procedimentos associados para dar a melhor qualidade possível às cicatrizes, de maneira que elas se tornem discretas e pouco visíveis. Mas nem sempre isto é possível, pois a cicatriz não depende apenas de fatores externos, como qualidade técnica da sutura, tipo da incisão e exposição solar. Existem fatores individuais e genéticos que determinam a predisposição de determinados indivíduos a formar cicatrizes alteradas. São consideradas alterações na cor das cicatrizes por excesso de pigmentação (cicatrizes escuras ou hipercrômicas) ou deficiência (cicatrizes claras ou hipocrômicas). Há também alterações no volume cicatricial como em quelóides (cicatrizes elevadas que ultrapassam os limites da lesão inicial), em cicatrizes hipertróficas (elevadas, mas que não ultrapassam as bordas da lesão), e em cicatrizes deprimidas ou afundadas. Cicatrizes alargadas podem surgir pelo excesso de tensão na pele devido ao pouco repouso pós-operatório ou pela retirada excessiva de pele numa cirurgia. Existem várias modalidades de tratamento para as cicatrizes patológicas que dependem de cada caso. O tratamento clínico envolve aplicação de corticóides (pomada ou injetável), radioterapia (betaterapia), compressão (malha elástica, massagem, brinco de pressão), curativos de silicone, peelings e cremes clareadores (hidroquinona, ácido kójico, ácido fítico e outros). A cirurgia está indicada em muitos casos de cicatrizes anômalas e é específica para cada tipo de alteração.

Quais os cuidados pré-operatórios?

A avaliação pré-operatória inclui exames laboratoriais como hemograma e coagulograma. O uso de algumas medicações como ácido acetil salicílico, ginko biloba, bufedil, vitamina E, anticoagulantes e fórmulas para emagrecer deverão ser suspensas pelo menos 15 dias antes da cirurgia. Qualquer medicação usada deve ser informada ao médico, pois várias delas podem causar efeitos colaterais que obrigam à suspensão da cirurgia.

Qual o tipo de anestesia?

A anestesia vai depender do tipo e tamanho da cicatriz a ser corrigida. A maioria das cicatrizes pode ser corrigida somente com anestesia local na clínica, porém se forem cicatrizes muito extensa podem necessitar de uma sedação ou mesmo anestesia geral.

A cirurgia

A correção da cicatriz pode ser feita pela remoção da cicatriz anterior e uma sutura cuidadosa. O tempo cirúrgico depende da extensão da cicatriz a ser corrigida e o paciente é liberado após o procedimento quando feito com anestesia local.

Cicatrizes

As cicatrizes resultantes de uma correção de cicatriz anterior normalmente têm a mesma extensão e local da antiga. Porém são feitas com uma sutura mais delicada para que o resultado final seja de uma cicatriz plana, fina e esteticamente aceitável.

Dor

A correção de cicatriz causa pouca dor e, quando existente, é perfeitamente controlada por analgésicos. O movimento da área onde foi realizada a cirurgia deve ser mais restrito nas duas primeiras semanas para não despertar desconforto ou dores.

Recuperação

O curativo tem a função inicial de proteger a região operada e, mais tarde, ajudará a manter a boa qualidade da cicatriz. Ele será trocado apenas por nossa equipe semanalmente, podendo ser molhado e secado com secador de cabelo ao longo do 1º mês. Os pontos externos, quando existentes, são retirados entre 15 e 20 dias da cirurgia. Depois disso outras medidas mais leves poderão ser usadas, como curativos de silicone, cremes e protetores solares, até que a cicatriz fique mais madura (em geral até 4-6 meses). Após a cirurgia, o paciente deverá tomar o antibiótico indicado, em geral por 7 dias, além de um antiinflamatório por 3 dias e um analgésico apenas quando sentir dores. O primeiro retorno será após 4 dias da cirurgia e, depois, semanalmente para troca de curativos e acompanhamento. Tomar sol pode marcar permanentemente a cicatriz recente (vermelha) e deverá ser evitado por completo no início, sendo liberado gradualmente e com proteção adequada de acordo com o clareamento (amadurecimento) da cicatriz.

Resultado final

Nas primeiras semanas a região operada permanece inchada e com manchas roxas que desaparecerão gradativamente. As cicatrizes inicialmente avermelhadas tornam-se mais esbranquiçadas e finas. Consideramos definitivo o resultado após a regressão completa do edema e cicatrização, que ocorre de 6 meses a 1 ano.