Métodos contraceptivos

Contracepção de Emergência

O que é Contracepção de Emergência? Popularmente conhecida como "pílula do dia seguinte", a contracepção de emergência é utilizada em casos de emergência, quando houve uma relação sexual desprotegida, com possibilidade de gestação não desejada.

Este método consiste na ingestão de medicamento apropriado, nas primeiras 72 horas após a relação sexual.

O medicamento utilizado age no bloqueio ou retardo da ovulação. Em alguns casos pode haver alteração na menstruação, como antecipação ou atraso no ciclo menstrual, e até mesmo aumento do fluxo menstrual.

Leia mais...

Diu - Mirena

O dispositivo intra-uterino (DIU) é um método anticoncepcional usado há mais de 50 anos. Nos últimos 20 anos, temos usado um DIU com um dispositivo de cobre, que aumenta sua eficácia como anticoncepcional

Diu - Mirena

Há mais ou menos 7 anos, foi lançado um DIU, que ao invés de cobre, contém um reservatório de progesterona (LEVONORGESTREL). Ele é introduzido dentro do útero, de preferência sob analgesia, onde exerce diretamente sua função por 5 anos.

Além de potente anticoncepcional, ele melhora o quadro da TPM, diminui o tamanho do útero e conseqüentemente seu sangramento e cólicas.

O DIU MIRENA tem atividades local intra uterina, inibindo o crescimento da camada interna do útero (o endométrio, tornando-o desfavorável à gravidez). Disto também resulta uma menstruação menor e por menos tempo, sendo que em 70% das pacientes em 2 a 5 meses têm a menstruação suprimida, o que NÃO prejudica o organismo.

Leia mais...

Implanon

implanonImplanon: é um implante subdérmico anticoncepcional, que se apresenta como um bastonete único de etilenovinilato (EUA) , com 4 cm de comprimento por 2 mm de diâmetro.

É produzido pelo laboratório Organon, e apresentado em embalagem estéril, já dentro do dispositivo para sua introdução.

 

Os estudos foram feitos com sua introdução na parte interna de um dos braços, 6 cm acima do cotovelo, no sulco entre bíceps e tríceps, sob anestesia local, em consultório médico.

Após colocado, ele libera de maneira programada , durante 3 anos , só o hormônio Progesterona (ETOGENESTREL), sendo altamente eficaz como anticoncepcional.

Leia mais...